MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Cajado diz ter feito questão de incluir relação dívida/PIB na regra do arcabouço

O relator do arcabouço fiscal, Claudio Cajado (PP-BA), disse ter feito questão de incluir parâmetros para a estabilização da dívida em relação ao PIB no texto para garantir uma trajetória compatível. "A primeira coisa que fizemos foi incorporar o parâmetr

Fernanda Trisotto, Giordanna Neves e Caio Spechoto (via Agência Estado)

·
Escrito por Fernanda Trisotto, Giordanna Neves e Caio Spechoto (via Agência Estado)
Publicado em 16.05.2023, 10:31:00 Editado em 16.05.2023, 10:34:54
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O relator do arcabouço fiscal, Claudio Cajado (PP-BA), disse ter feito questão de incluir parâmetros para a estabilização da dívida em relação ao PIB no texto para garantir uma trajetória compatível. "A primeira coisa que fizemos foi incorporar o parâmetros da despesa ao teto. Não vai ser mais na LDO como no projeto original. Ele tem uma estabilização da dívida em relação ao PIB e fizemos questão de incluir essa condição dentro do marco para que tenhamos sempre essa trajetória compatível de dívida/PIB", comentou.

continua após publicidade

O deputado federal também explicou as mudanças que fez em relação ao limite de despesas. "O fato de uma despesa ser obrigatória ou meritória não é critério para exclusão do teto. Além disso, as despesas excluídas do teto continuam sujeitas ao resultado primário", disse.

Segundo Cajado, foram excluídas do teto apenas 1% do total das despesas do governo federal: créditos extraordinários, despesas sazonais (como justiça eleitoral), despesas neutras do ponto de vista fiscal (doações, convênios), despesas com receitas próprias (como as de universidades federais e escolas militares, que têm pagamento de mensalidade) e precatórios com encontro de contas.

continua após publicidade

Foram incluídas no teto a capitalização de estatais, piso de enfermagem e Fundeb. "A lógica de estar dentro do teto é lógica de proteção, diferentemente da regra do teto de gastos. Hoje, estando dentro do teto, você tem a proteção da correção da inflação e o ganho real, acima da inflação", afirmou.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

Deixe seu comentário sobre: "Cajado diz ter feito questão de incluir relação dívida/PIB na regra do arcabouço"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
Compartilhe! x

Inscreva-se na nossa newsletter

Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!