Economia

BTG e DFC, agência de fomento dos EUA, fecham repasse de US$ 300 mi a PMEs

Da Redação ·

O BTG Pactual fechou um acordo com a United States International Development Finance Corporation (DFC), agência do governo dos Estados Unidos para promoção do investimento privado em países menos desenvolvidos, de um repasse de US$ 300 milhões para que pequenas e médias empresas (PMEs) no Brasil.

continua após publicidade

A proposta é focar em PMEs brasileiras que tenham alinhamento com o tema de sustentabilidade e que desempenhem papel importante neste momento de retomada da atividade econômica e geração de renda.

A linha de crédito faz parte da consolidação do BTG+ business, plataforma digital de soluções para PMEs, que acumula uma carteira de mais de R$ 14 bilhões desde o lançamento em 2019.

continua após publicidade

A proposta é focar em PMEs brasileiras que tenham alinhamento o tema de sustentabilidade e que desempenhem papel importante neste momento de retomada da atividade econômica e geração de renda.

Dessa forma, serão privilegiadas as empresas lideradas por mulheres (tanto em propriedade quanto em representação na gestão), negócios com representação majoritária de mulheres em sua força de trabalho, que produzam produtos que beneficiam mulheres e regiões menos desenvolvidas economicamente no Norte e Nordeste do Brasil.

Com este compromisso, juntamente com a primeira emissão de títulos verdes no final de 2020 e a emissão inaugural de Notas Sêniores em janeiro de 2021, o BTG quer fortalecer as iniciativas de melhores práticas de mercado e agenda de ESG.

"Estamos extremamente satisfeitos com nosso acordo com a DFC, pois ele nos fornecerá mais financiamento para continuar desenvolvendo nosso negócio de PME, gerando forte impacto positivo na comunidade através da aplicação dos critérios dos critérios do 2x Challenge. Isso consolida ainda mais nossos esforços de ESG, focados nos benefícios sociais que o acordo nos levará, ajudando-nos a nos tornarmos a instituição financeira líder em ambiente ESG na América Latina", afirma Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual, em nota.