Economia

Bolsonaro sobre Petrobras: Não estava tendo viés social previsto em lei

Bruno Luiz e Eduardo Gayer (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Em tom de comemoração com a mais recente queda dos combustíveis anunciada pela Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 21, que a estatal "não estava tendo viés social previsto em lei". Foi a primeira vez que o presidente se referiu à suposta falta de aplicação da função social da empresa no passado.

continua após publicidade

"Ontem a Petrobras baixou em R$ 0,20 o preço da gasolina nas refinarias. Eu vi as explicações do novo presidente da Petrobras dizendo que seguiu critérios da PPI (Preço de Paridade Internacional)", afirmou Bolsonaro em transmissão nas redes sociais nesta quinta-feira, 21.

O presidente disse ainda que o preço da gasolina no País caiu, em média, R$ 2. Ele atribui a redução ao projeto de lei que fixou teto de 17% na cobrança do ICMS dos combustíveis pelos Estados.

continua após publicidade

Bolsonaro falou também que o governo pretende criar uma espécie de "supercadastro" no qual a população poderá encontrar etanol mais barato. "A ideia é fazermos um supercadastro onde você vai poder entrar na internet, bota lá o teu endereço e vai aparecer ali a usina mais próxima do seu endereço. Por consequência, você vai achar posto mais próximo possível e ali deve ter o etanol mais barato", detalhou.

Pandemia

Durante a live, o presidente afirmou que a pandemia de covid-19 mostra sinais de que "está controlada". "Infelizmente, esse vírus vai ficar rodando pelo mundo, não vai embora, como gripes outras que ficam rodando pelo mundo", pontuou.