Economia

Bolsas de NY fecham sem sinal único, acompanhando Treasuries e espera por Fed

Da Redação ·

As bolsas de Nova York fecharam sem sinal único, em sessão volátil, acompanhando os rendimentos dos Treasuries e com a expectativa pela decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) amanhã. Dow Jones e S&P 500 tiveram recuos após registrarem recordes históricos na última sessão. O índice Dow Jones fechou em baixa de 0,39%, aos 32.825,95 pontos, o S&P 500 queda de 0,16%, aos 3.962,71 pontos, e o Nasdaq avançou 0,09%, aos 13.471,57 pontos.

continua após publicidade

A BK Asset aponta que em uma semana "fraca em dados", o anúncio de amanhã do Fed será o evento mais importante para os mercados de risco. As projeções econômicas e o panorama do banco central para os juros serão observados pelos investidores. Na coletiva do presidente do Fed, Jerome Powell, ele será questionado sobre a alta recente dos yields, avalia a consultoria, o que tende a ter repercussão nos mercados dos Treasuries e de ações, seguindo suas respostas. Hoje, os rendimentos operaram com volatilidade, o que conferiu diferentes direções às bolsas durante o dia. Ao final da sessão, os juros longos ganharam tração, o que acabou por pressionar as ações.

"O Fed não fará nada de importante amanhã, pois vai esperar até que o juro do Treasury de 10 anos possa romper 2,0% e que as condições financeiras se deteriorem", afirma o analista de mercado financeiro Edward Moya, da OANDA. Já a publicação hoje dos dados de produção industrial e vendas no varejo nos EUA, ambos abaixo do esperado por analistas, "pintaram um quadro misto, mas no final não importaram muito", segundo Moya.

continua após publicidade

Um dos setores que mais vem acompanhando o mercado dos Treasuries é o de tecnologia, que registrou ganhos hoje, com Facebook (+2,02%), Alphabet, que controla a Google (+1,43%) e Microsoft (+1,24%). No entanto, a Tesla, quarto maior componente do Nasdaq, registrou queda de 4,39%, pressionando o índice.

Após terem relevantes altas ontem seguindo anúncios de melhores perspectivas pela United Airlines, as companhias aéreas tiveram quedas hoje. American Airlines (-2,78%), Delta Airlines (-3,24%) e United (-1,82%) recuaram. Acompanhando a queda no preço do barril do petróleo, influenciada pela preocupação com a demanda na Europa em meio à pandemia, as ações do setor tiveram perdas. Chevron (-2,37%) e ExxonMobil (-2,10%) caíram.