Economia

Bolsas de NY fecham sem direção única, com balanços e payroll no radar

Da Redação ·

Depois de um pregão marcado pela volatilidade, as bolsas de Nova York fecharam sem direção única, com investidores se ajustando os resultados trimestrais de grandes companhias e à surpresa com a divulgação do relatório de empregos (payroll) dos EUA nesta sexta-feira.

continua após publicidade

O índice Dow Jones caiu 0,06%, a 35089,74 pontos, o S&P 500 teve alta de 0,52%, a 4500,53 pontos, e o Nasdaq avançou 1,58%, a 14098,01 pontos.

O relatório de emprego surpreendentemente forte deixou alguns investidores nervosos com o fato de o Fed ser forçado a ser muito mais agressivo no combate à inflação, aponta Edward Moya, analista da Oanda.

continua após publicidade

Os próximos dois meses devem ser muito agitados para os mercados de ações, já que a certeza de aperto do Fed claramente levará em conta a rapidez com que os problemas da cadeia de suprimentos melhoram, avalia. "Vender em alta pode não se tornar o tema dominante, mas é difícil imaginar um bullish agressivo dos investidores", conclui o analista.

Moya aponta que o Nasdaq foi impulsionado após o "impecável" relatório de ganhos da Amazon da quinta-feira. A Amazon entregou forte receita, relatou um ganho de US$ 12 bilhões com sua aposta na Rivian e aumentou seus preços anuais de sua assinatura Prime.

Segundo ele, os investidores se preocupam com o crescimento da nuvem e os lucros futuros e o relatório de ganhos da Amazon teve todas essas caixas marcadas. As ações da empresa dispararam 13,54%.

continua após publicidade

Outra alta de destaque impulsionada por publicação de balanço quinta-feira foi da Snap, que disparou 58,16% após publicar números que agradaram investidores. Depois de fortes quedas na quinta seguindo divulgações, Spotify (+8,98%) apresentou alguma recuperação, mas as ações da Meta voltaram a fechar no vermelho (-0,28%). Já as ações da Ford tombaram quase 10% após a publicação do balanço da empresa.

Entre outras movimentações, Chevron (+1,25%) e ExxonMobil (+2,17%) avançaram em dia no qual o petróleo sobe e cogita-se o patamar de US$ 100 o barril. Já a Coinbase teve alta de 7,24%, em sessão na qual o bitcoin sobe mais de 10%.