Bolsas de NY fecham em alta, na véspera da posse de Biden - TNOnline
Mais lidas

    Economia

    Economia

    Bolsas de NY fecham em alta, na véspera da posse de Biden

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 19.01.2021, 18:49:00 Editado em 19.01.2021, 18:56:56
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    As bolsas de Nova York fecharam o pregão desta terça-feira, 19, em alta, na véspera da posse de Joe Biden como 46ª presidente dos Estados Unidos. O foco dos investidores esteve no Senado americano, onde a audiência para confirmar Janet Yellen como a próxima secretária do Tesouro do país foi realizada. A ex-presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) defendeu o pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão e disse que é preciso "agir com grandeza" para superar a crise gerada pela pandemia de covid-19.

    Na volta do feriado de Martin Luther King, o Dow Jones avançou 0,38%, a 30.930,52 pontos, o S&P 500 subiu 0,81%, a 3.798,91 pontos, e o Nasdaq registrou ganho de 1,53%, a 13.197,18 pontos.

    "O Retorno da Janet" era o título do relatório enviado na manhã terça-feira aos clientes do BMO Capital Markets. Ao final da audiência com Yellen, a decisão dos senadores sobre a indicação dela à chefia do Tesouro foi adiada. Durante a sessão, a economista se comprometeu com a taxa de câmbio definida pelo mercado e advogou por mais estímulos fiscais à economia. "Economistas nem sempre concordam, mas há um consenso agora: sem mais ação fiscal, corremos risco de recessão prolongada", declarou Yellen.

    Antes de partir para Washington, onde tomará posse, Biden fez um rápido discurso em Wilmington, Delaware. O democrata disse que está "muito honrado" em ser o novo presidente e comandante em chefe das Forças Armadas.

    No penúltimo dia do governo de Donald Trump, o foco já está no plano econômico de seu sucessor. "Não está claro como será a vida após o presidente Trump, mas alguns republicanos candidatos à reeleição em 2022 podem considerar o plano de US$ 1,9 trilhão de Biden uma oportunidade para se distanciar do governo Trump", diz o analista Edward Moyan, da Oanda.

    A temporada de balanços também movimentou o mercado. Entre as companhias que divulgaram os resultados corporativos do último trimestre de 2020, Goldman Sachs caiu 2,26% e Bank of America recuou 0,73%. Na visão da Capital Economics, o valuation do mercado sobre os ganhos corporativos não está em estágios que sugiram uma "bolha" no mercado acionário americano.

    "Após o lançamento das vacinas, os analistas, compreensivelmente, revisaram suas expectativas para ganhos em 2021. Mas, no geral, eles não nos parecem muito otimistas", diz a consultoria britânica.

    No S&P 500, o subíndice do setor de energia liderou os ganhos (+2,08%). Os papéis da Chevron registraram alta de 2,63%. As ações da General Motors e da Microsoft, por sua vez, subiram 9,75% e 1,78%, respectivamente, após as duas empresas fecharam uma parceria para acelerar a comercialização de carros autônomos.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Bolsas de NY fecham em alta, na véspera da posse de Biden"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.