Mais lidas

    Economia

    Economia

    Bolsas de NY fecham em alta, após Powell sinalizar por manutenção de acomodação

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 17.03.2021, 18:41:00 Editado em 17.03.2021, 18:47:32
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quarta-feira, após operarem sem direção única durante a maior parte do pregão. Os índices só se firmaram no azul após o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, afastar qualquer possibilidade da entidade monetária reduzir juro e compras de títulos antes do esperado, mesmo com melhora na perspectiva econômica nos Estados Unidos e o aumento nas expectativas inflacionárias no país com o pacote fiscal.

    O índice Dow Jones e o S&P 500 renovaram máximas históricas de fechamento, após encerrarem o pregão com altas de 0,58%, a 33.015,37 pontos, e de 0,29%, a 3.3974,11 pontos, respectivamente. Já o Nasdaq reverteu as perdas significativas registradas mais cedo, e avançou 0,40%, aos 13.525,20 pontos.

    As ações das principais empresas de tecnologia dos EUA alternaram entre fortes ganhos e perdas mais tímidas, com avanços de Tesla (+3,21%), Amazon (+1,42%) e Facebook (+1,69%), e quedas de Microsoft (-0,28%), Apple (-0,65%) e Alphabet (-0,08%), controladora do Google.

    Desde o início do pregão, investidores ficaram à espera da decisão de política monetária do Fed. Ao mesmo tempo, as bolsas reagiam à volatilidade no mercado de renda fixa, que registrou altas expressivas na ponta longa da curva de juros dos Treasuries.

    O principal impulso aos índices, porém, veio com as falas de Powell confirmando o posicionamento dovish do Fed, que manteve juro e o nível do seu programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês). O presidente do Fed aliviou o temor do mercado por um aperto prematuro das condições financeiras nos EUA, diante de uma possível alta na inflação causada pelos estímulos fiscais de US$ 1,9 trilhão que começaram a ser distribuídos na última semana.

    "A mensagem continua sendo a de que o Fed fará tudo o que for preciso para garantir que a recuperação econômica aconteça e também será paciente antes de remover os estímulos", avalia o ING, em relatório.

    Com este cenário, o setor bancário, que operava sem força mais cedo, registrou ganhos generalizados. O Goldman Sachs registrou alta de 0,95% hoje, enquanto JPMorgan Chase e Morgan Stanley subiram 1,03% e 1,60%, respectivamente. Ações de empresas ligadas à indústria também se beneficiaram do otimismo após o Fed, com Caterpillar avançando 3,17% e a General Electric, 3,50%.

    A perspectiva de melhora da economia pelo Fed ajudou ações de companhias aéreas, com destaque para a United Airlines (+4,41%). Em movimento semelhante, e apoiada pelo relativo sucesso na vacinação contra a covid-19 nos EUA, a Boeing registrou alta de 3,28%. Papéis de companhias petroleiras também terminaram o pregão em alta, revertendo quedas que acompanhavam o preço da commodity energética hoje em NY. A Occidental Petroleum teve forte avanço hoje, de 3,09%, acompanhada pela Chevron (+0,36%) e ExxonMobil (+0,44%).

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Bolsas de NY fecham em alta, após Powell sinalizar por manutenção de acomodação"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.