Economia

Bolsas da Europa fecham sem sinal único com foco em estímulos nos EUA

Da Redação ·

As bolsas da Europa fecharam o pregão desta terça-feira, 29, sem sinal único, influenciadas por uma perda de fôlego dos índices acionários em Nova York. Os investidores ajustam seus portfólios na última semana do ano, e o foco nesta terça está no Senado dos Estados Unidos, que pode votar um projeto para elevar os pagamentos individuais do pacote fiscal. A bolsa de Londres, que não operou na segunda-feira, repercutiu nesta terça o acordo pós-Brexit e registrou a maior alta entre as praças europeias.

continua após publicidade

O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,84%, a 401,95 pontos.

O FTSE 100, por sua vez, teve ganho de 1,55% em Londres, a 6.602,65 pontos. Depois de um feriado, o índice acionário britânico reagiu ao entendimento comercial entre o Reino Unido e a União Europeia, fechado na véspera do Natal, dia 24.

continua após publicidade

"As ações ao redor do mundo continuam em alta, à medida que a aprovação do estímulo financeiro nos EUA e o fim dos obstáculos do Brexit elevam o sentimento global", dizem analistas da LPL Financial, uma corretora americana.

Nesta terça, os Estados-membros da UE apoiaram formalmente o acordo entre Londres e Bruxelas, que será assinado nesta quarta-feira, 30.

O otimismo que predominou nos mercados internacionais nesta terça, apesar do arrefecimento após a abertura em Nova York, foi impulsionado pela aprovação na Câmara dos Representantes na segunda de uma legislação que elevaria os pagamentos individuais do pacote fiscal dos EUA para quem recebe menos de US$ 75 mil por ano, de US$ 600 a US$ 2 mil. No entanto, não está claro se o projeto passaria no Senado americano.

continua após publicidade

A vacinação para covid-19 também apoio o bom humor do mercado. Dois dias depois de a União Europeia iniciar o processo, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que o bloco solicitará mais 100 milhões de doses do imunizante desenvolvido pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

Em Paris, o CAC 40 fechou em alta de 0,42%, aos 5.611,79 pontos, puxado pelos papéis de Carrefour (+1,59%) e Airbus (+1,19%).

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, por sua vez, caiu 0,13%, a 22.259,35 pontos.

continua após publicidade

Em Frankfurt, o índice DAX recuou 0,21%, para 13.761,38 pontos. As ações do Deutsche Bank perderam 2,91% e as da Volkswagen recuaram 0,82%.

Já em Madri, o Ibex 35 registrou alta de 0,24%, a 8.174,80 pontos.

E, em Lisboa, o índice PSI 20 teve ganho de 0,05%, a 4.931,62 pontos.