Economia

Bolsas da Europa fecham na maioria em alta, com BCE e notícias corporativas

Gabriel Bueno da Costa (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Os mercados acionários da Europa registraram ganhos em sua maioria, nesta sexta-feira. Após ganhos recentes, as praças abriram em baixa, mas nas primeiras horas do dia o quadro misto prevalecia. Mais adiante, após abertura em Nova York, os índices em geral firmaram ganhos, com notícias corporativas e sinais da política monetária no radar.

continua após publicidade

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,51%, em 417,12 pontos. Na comparação semanal, houve avanço de 2,45%.

Entre os dirigentes do Banco Central Europeu (BCE), Ignazio Visco defendeu hoje um aperto gradual na política monetária, a fim de evitar impacto significativo na atividade. A declaração veio em linha com a ata do BCE divulgada ontem. Ao mesmo tempo, Visco comentou que pode haver alta superior a 25 pontos-base na próxima reunião, de setembro, a depender dos dados de inflação.

continua após publicidade

A presidente do BCE, Christine Lagarde, também se pronunciou, mas com foco nas decisões tomadas para responder à pandemia, com foco, segundo ela, na proteção das vidas, não da economia. O banco central ainda publicou hoje seu primeiro teste de estresse climático.

A Oxford Economics destacava, em relatório a clientes, o aumento dos riscos de recessão global, inclusive na zona do euro. Para a consultoria, a região de fato desacelera e essa ameaça "é real". Ela projeta que a zona do euro cresça pouco mais de 1% neste ano.

Entre ações em foco, BHP recuou 1,91%. Hoje, a Justiça inglesa aceitou julgar ação de vítimas de Mariana contra a empresa, pelo desastre na cidade mineira de novembro de 2015. A BHP e a Vale tinham a Samarco em uma joint venture. A Samarco era a responsável pela barragem do Fundão, que rompeu.

continua após publicidade

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,10%, em 7.196,24 pontos. Na semana, o índice teve crescimento de 0,38%.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 1,34%, a 13,015,23 pontos, com alta de 1,58% na semana.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 avançou 0,44%, a 6.033,13 pontos, com alta de 1,72% na comparação semanal. Em Milão, o índice FTSE MIB subiu 1,00%, a 21.774,18 pontos, com ganho de 1,96% na semana.

Na Bolsa de Madri, o índice IBEX 35 fechou em baixa de 0,27%, a 8.100,30 pontos, na contramão da maioria, com queda semanal de 0,93%. Já em Lisboa, o PSI 20 subiu 0,47%, a 5.995,39 pontos, mas com perda também de 0,93% na semana.