Economia

Bolsas da Europa fecham mistas, com Brexit e covid-19 pesando

Da Redação ·

As bolsas europeias encerraram o dia sem direção única, confirmando a tendência de abertura. A falta de definição para o Brexit e o avanço da covid-19 acabaram pesando sobre o otimismo vindo de Nova York, de olho na possibilidade de um novo pacote fiscal sair do papel. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou o dia em alta de 0,40%, aos 393,42 pontos.

continua após publicidade

Segundo informou a Reuters, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson disse a auxiliares ser "clara" a possibilidade de não haver um acordo entre Reino Unido e União Europeia. Por outro lado, o bloco afirma que os próximos dias de negociação serão cruciais.

O avanço da covid-19 no Velho Continente também impôs cautela aos negócios, diante de medidas de restrição para conter a propagação do novo coronavírus em várias nações.

continua após publicidade

O ritmo dos negócios também reduziu após a União Europeia divulgar novas regras para serviços digitais que podem impactar grandes empresas de tecnologia.

Em Londres, o índice FTSE 100 fechou em queda de 0,28%, aos 6.513,32 pontos. As farmacêuticas Glaxo SmithKline e Hikma Pharma tiveram queda de 2,50% e 2,78% respectivamente.

Na França, o CAC 40 subiu 0,04% no dia, aos 5.530,31 pontos. Por lá, as ações da siderúrgica Arcelor Mittal fecharam com salto de 7,27%.

continua após publicidade

Já o índice DAX, de Frankfurt, encerrou o pregão em alta de 1,06%, aos 13.362,87 pontos. Tiveram destaque positivo as ações da montadora Volkswagen (+7,65%) e da fabricante de pneus Continental (+2,77%). Já as imobiliárias Vonovia (-0,52%) e Deustche Wohnen (-0,30%) contiveram os ganhos do índice.

Na bolsa de Lisboa, o PSI 20 terminou o dia com baixa de 0,09%, aos 4.775,92 pontos.

Em Madri, o Ibex 35 teve alta de 0,14% aos 8.152,40 pontos.

Em Milão, o FTSE MIB teve avanço de 0,81% aos 21.935,05 pontos.