Economia

Bolsas da Europa fecham mistas com avanço dos juros de títulos públicos

Da Redação ·

As bolsas da Europa fecharam sem direção única nesta sexta-feira, em meio a preocupações quanto ao persistente avanço dos títulos públicos em economias avançadas, um dia após o presidente americano, Joe Biden, assinar legislação que mobiliza US$ 1,9 trilhão em estímulos fiscais.

continua após publicidade

O índice Stoxx 600, que reúne as principais ações da região, encerrou o pregão em baixa de 0,26%, a 423,08 pontos, mas subiu 3,52% na semana.

A escalada dos rendimentos dos bônus europeus e americanos foi retomada hoje, depois de uma breve pausa na véspera, quando o Banco Central Europeu (BCE) sinalizou intenção de acelerar o programa de compra de ativos ao longo do ano. O contido avanço de 0,3% no índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos chegou a limitar os retornos dos Treasuries, mas a trajetória ascendente acabou prevalecendo.

continua após publicidade

O movimento tem penalizado sobretudo as ações do setor de tecnologia, que vinham se beneficiando da transição para o trabalho remoto.

Na bolsa de Frankfurt, o papel da multinacional STMicroelectronics, por exemplo, caiu 1,29%, enquanto o índice DAX perdeu 0,46%, a 14.502,39 pontos, com salto semanal de 4,18%.

Em Milão, o FTSE MIB cedeu 0,03% hoje, mas subiu 5,00% em relação à última sexta-feira, a 24.113,22 pontos.

continua após publicidade

Já o PSI 20, de Lisboa, recuou 0,49%, a 4.849,19 pontos - alta de 3,79% na semana.

Nas demais praças, houve espaço para ganhos, depois que a produção industrial na zona do euro surpreendeu e avançou 0,8% em janeiro ante dezembro, de acordo com dados divulgados pela União Europeia nesta sexta. "Esperamos que a produção industrial continue servindo de importante contraponto ao setor de serviços, que ainda segue afetado por medidas de restrições para conter a disseminação do coronavírus", analisa o economista Bert Colijn, do ING.

Em Londres, o FTSE 100 subiu 0,36%, a 6.761,47 pontos, com aumento de 1,97% no acumulado dos últimos cinco pregões. O enfraquecimento da libra contribuiu para a trajetória ascendente, uma vez que companhias exportadoras têm grande peso no mercado britânico. Dessa forma, investidores deixaram em segundo plano a informação de que a produção industrial no Reino Unido caiu 1,5% de dezembro para janeiro.

continua após publicidade

O CAC 40, de Paris, se valorizou 0,21%, a 6.046,55, na máxima do dia. Na comparação semanal, houve elevação de 4,56%.

Em Madri, o Ibex 35 avançou 0,60% nesta sexta e 4,32% na semana, a 8.644,50 pontos - também no pico intraday. O governo espanhol aprovou nesta sexta-feira um pacote de 11 bilhões de euros em ajuda para pequenas e médias empresas.