Economia

Bolsas da Europa fecham majoritariamente em alta, com planos para vacina no radar

Da Redação ·

As bolsas da Europa fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira, 2, em meio ao avanço dos planos de vacinação contra a covid-19 no continente. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em ligeira queda de 0,05%, aos 391,69 pontos.

continua após publicidade

O FTSE 100, da bolsa de Londres, foi o que mais subiu nesta quarta entre os principais mercados, ao avançar 1,17%, aos 6.463,39 pontos. O otimismo de investidores se justifica em especial pelo anúncio de que o Reino Unido autorizou o uso emergencial da vacina contra a covid-19 da Pfizer e BioNTech, e deve começar a vacinar a população já na semana que vem. Um plano similar projetado pela Rússia reforçou a expectativa de recuperação econômica em 2021 em todo o mundo.

Diante deste cenário, investidores apenas monitoraram a fala do negociador-chefe da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier, que afirmou que o acordo comercial com o Reino Unido pode não sair.

continua após publicidade

Na Alemanha, pesou sobre as ações a informação de que líderes estaduais e federais estudam expandir as medidas restritivas para frear o aumento de infecções pelo novo coronavírus. O DAX, da bolsa de Frankfurt, fechou em queda de 0,52%, aos 13.313,24, acima apenas do FTSE MIB da bolsa de Milão, que recuou 0,56%, aos 21.972,20. O setor financeiro esteve entre os destaques negativos desta quarta-feira na Itália, com os bancos Generali (-3,21%) e Mediolanum (-2,66%) e a holding de serviços financeiros Unipol (-3,08%) entre as maiores quedas do dia.

Também pesou sobre os mercados da zona do euro a sinalização de diplomatas da União Europeia de que os impasses com Hungria e Polônia acerca do fundo de recuperação da pandemia se intensificaram. O CAC 40 de Paris subiu 0,02%, a 5.583,01 pontos.

Na Espanha, o Ibex 35 de Madri avançou 0,90%, aos 8.220,80 pontos, com alta sustentada principalmente por ativos de bancos, como o Sabadell (+5,08%), Santander (+4,75%) e CaixaBank (+3,32%). Já em Portugal, a notícia de que a EDP Portugal concluiu a venda do seu portfólio de ativos térmicos e clientes à francesa Total SE movimentou o PSI 20, de Lisboa, que hoje fechou em alta de 0,81%, aos 4.624,57 pontos.