Economia

Bolsas da Europa fecham em baixa, com lockdown chinês e preocupação com inflação

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Os mercados acionários da Europa registraram quedas na grande maioria, nesta quarta-feira. O quadro já era em geral negativo mais cedo, com preocupações sobre a inflação e o aperto monetário para contê-la. Além disso, houve piora na reta final, após relatos de que a China impôs lockdown em mais uma região importante economicamente, diante de surtos da covid-19 e da rígida política local para conter o vírus.

continua após publicidade

O índice pan-europeu teve recuo de 1,14%, a 433,95 pontos.

Na agenda de indicadores, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro se manteve no nível recorde de 7,4% em abril, na comparação anual, segundo dados finais publicados hoje. Analistas previam que a preliminar de 7,5% se confirmasse, mas o quadro de qualquer modo seguiu de inflação bastante acima da meta de 2% do Banco Central Europeu (BCE).

continua após publicidade

Dirigente do banco central, Olli Rehn defendeu que a autoridade monetária retire juros do território negativo de forma "relativamente rápida". Já outro dirigente, Pablo Hernández de Cos, projetou uma sequência de aumentos de juros após o fim das compras de ativos. Um terceiro dirigente, Madis Müller, disse que apoia um aumento de juros de 25 pontos-base pelo BCE em julho.

Para a Capital Economics, o CPI da zona do euro torna uma elevação dos juros em julho "praticamente certa" em julho. O aperto monetário tende a conter os mercados acionários.

Além disso, houve relatos de mais lockdowns na China, agora na cidade de Tianjin, pressionando as bolsas dos dois lados do Atlântico.

continua após publicidade

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 1,07%, em 7.438,09 pontos, na mínima do dia.

Em Frankfurt, o índice DAX caiu 1,26%, a 14.007,76 pontos.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 recuou 1,20%, a 6.352,94 pontos.

continua após publicidade

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, caiu 0,89%, a 24.085,82 pontos.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex 35 fechou em alta de 0,01%, em 8.476,40 pontos, praticamente estável, defendendo o ganho modesto no ajuste final do dia.

Em Lisboa, o índice PSI recuou 0,09%, a 5.828,56 pontos.