Economia

Bolsas da Europa fecham em baixa, com foco na temporada de balanços

Da Redação ·

As bolsas europeias fecharam em baixa nesta quarta-feira, 27, em meio a balanços trimestrais mistos de companhias locais, além do apetite por risco menos acentuado em Nova York, após os dois principais índices acionários de Wall Street renovarem recordes recentemente. Neste ambiente, o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em baixa de 0,36%, aos 474,04 pontos.

continua após publicidade

Entre as companhias que divulgaram resultados nesta quarta, o Banco Santander viu sua ação cair 2,85% ao fim do pregão, na maior baixa do índice madrilenho IBEX 35, que teve queda de 0,33%, aos 8.972,30 pontos. A Iberdrola, por outro lado, avançou 1,66% e reduziu as perdas do índice.

Na Alemanha, o Deutsche Bank despencou 6,92%. O DAX, da Bolsa de Frankfurt, teve baixa de 0,33%, aos 15.705,81 pontos.

continua após publicidade

Ainda sobre a principal economia do continente, o instituto GSK projetou que o índice de confiança do consumidor alemão subirá a 0,9 em novembro, contrariando a estimativa de analistas, que preveem queda a -0,3. O governo da Alemanha nesta quarta reduziu sua previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2021 para 2,6%, mas elevou a estimativa para o próximo ano para 4,1%.

O governo do Reino Unido também divulgou novas projeções para o PIB local, segundo anunciou o ministro das Finanças, Rishi Sunak. Agora, é prevista alta de 6,5% em 2021, ante a alta de 4% prevista anteriormente, e de 6% em 2022, abaixo dos 7,3% previstos antes.

Em Londres, o índice FTSE 100 também recuou 0,33%, aos 7.253,27 pontos, pressionado pela queda de mineradoras como Anglo American (-1,99%) e Glencore (-2,65%), em meio à queda recente na produção global de aço.

continua após publicidade

Na bolsa de Paris, a ação da Wordline foi o destaque negativo, após forte queda de 15,93%, com investidores preocupados com a perspectiva de crescimento da companhia depois de um resultado trimestral desanimador, de acordo com a Reuters. O índice parisiense CAC 40 recuou 0,19%, aos 6.753,52 pontos.

Em Milão, o setor financeiro liderou as baixas, com a Fintech Nexi caindo 6,64%, enquanto o Banco BPM teve baixa de 1,77%, contribuindo para a perda de 0,61% do índice FTSE MIB, aos 26.806,19 pontos.

Por fim, o PSI 20, de Lisboa, seguiu a tendência geral e recuou 0,40%, aos 5.691,16 pontos.