Bolsas da Europa fecham em alta com eleições dos EUA e em dia de balanços - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

Bolsas da Europa fecham em alta com eleições dos EUA e em dia de balanços

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta quinta-feira, 5, em mais um dia de grande atenção com os resultados da eleição nos Estados Unidos. A possível vitória de Joe Biden traz impulso à busca por ativos de risco. Por outro lado, a região segue lidando com os avanços do coronavírus, com recordes de casos e novas restrições. A quinta-feira também contou com importantes balanços.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 1,02%, a 367,12 pontos.

A LPL Markets aponta que os mercados "estão se ajustando" a uma possível vitória de Biden e uma configuração no Senado sem maioria democrata. As bolsa europeias seguem em alta, assim como as americanas, e há um bom momento para ativos de mais risco, como também moedas emergentes.

Com o avanço da covid-19, a Eurásia lembra que Itália e Espanha são os dois únicos países dentre os principais da Europa sem adotar lockdowns generalizados, mas avalia que ambos caminham no sentido de aderir à restrições mais "light". As instâncias regionais devem seguir adotando medidas por conta própria.

Nesta quinta, foram divulgadas as encomendas à indústria da Alemanha, que subiram 0,5% em setembro ante agosto, o quinto mês consecutivo de recuperação, segundo dados com ajustes sazonais divulgados pela Destatis.

A Volkswagen teve alta nas ações de 2,91%, em um dia positivo à automotivas no geral, contando também com bons sinais dos EUA. Peugeot (+3,11%) e Renault (+2,40%) seguiram a tendência.

Ambas ajudaram o CAC 40 a fechar em alta de 1,24%, a 4.983,99 pontos, em Paris.

Em Frankfurt, Commerzbank e Lufthansa divulgaram seus balanços, ambos vistos como negativos, levando as ações a fecharem em baixas de 5,75% e 0,35%, respectivamente. Mesmo assim, o DAX fechou em alta de 1,98%, a 12.568,09 pontos.

No Reino Unido, a decisão do Banco da Inglaterra (BoE) de ampliar seu programa de relaxamento quantitativo deu impulso às ações. No entanto, uma importante valorização da libra frente ao dólar contém as altas, já que torna os produtos britânicos menos competitivos para exportação.

Em Londres, o FTSE teve a menor alta dentre as principais bolsas da Europa, de 0,39%, a 5906,18 pontos.

Em Milão, a divulgação do balanço da Enel ocorreu após o fechamento da bolsa, mas com a expectativa, as ações da empresa se valorizaram 3,30%. O FTSE MIB teve alta de 1,93%, 19,731,38 pontos.

Em Madri, a Inditex, que controla a Zara, teve um dia positivo, em alta de 3,01%, impulsionado o IBEX 35 a ter avanço de 2,10%, a 6.924,20 pontos. No mesmo setor, as ações da H&M tiveram alta de 3,74% na sessão.

Em Lisboa, a varejista Sonae teve alta 4,17%, ajudou o PSI 20 a ter uma alta de 0,92%, a 4.105,50 pontos. Outra a avançar foi a EDP Renováveis, com 3,98%, em um bom momento para energias alternativas inspirado pela possível vitória de Biden.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Bolsas da Europa fecham em alta com eleições dos EUA e em dia de balanços"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.