Economia

Bolsas da Europa fecham em alta, com CPI dos EUA, dados locais e petroleiras

Da Redação ·

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta quarta-feira, 12, com investidores repercutindo os dados da inflação de abril nos Estados Unidos, que subiu acima das expectativas de analistas, além de indicadores das economias da zona do euro e do Reino Unido. Boa parte das ações de petroleiras europeias avançou nesta quarta, em jornada positiva para os contratos do óleo em Nova York e Londres.

continua após publicidade

O índice pan-europeu Stoxx 600 avançou 0,30%, aos 437,93 pontos.

No noticiário da região, a Comissão Europeia elevou projeções de crescimento, esperando agora que a zona do euro cresça 4,3% em 2021 e 4,4% em 2022. Anteriormente, a expectativa era por expansão de 3,8% em cada um dos dois anos.

continua após publicidade

Nos mercados acionários, o FTSE 100, da bolsa londrina, acumulou ganhos de 0,82%, aos 7.004,63 pontos, e liderou a alta entre os principais índices de referência no continente. No Reino Unido, foi registrado avanço bem acima do esperado da produção industrial em março, enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) do 1º trimestre do país recuou 1,5% na comparação trimestral e 5,2% na anual, próximo das projeções de analistas.

A ação da British Petroleum foi a maior ganhadora do dia em Londres, em avanço de 3,51%, enquanto a Royal Dutch Shell subiu 3,32%. Já na França, o papel da Total teve ganho de 2,29%, com o índice CAC 40 em alta de 0,19%, aos 6.279,35 pontos.

O movimento nas ações ligadas ao setor de energia foi apoiado pela alta do petróleo durante a sessão, com investidores ainda de olho no fechamento de um dos maiores gasodutos dos EUA, cuja reabertura deve ocorrer apenas no fim de semana.

continua após publicidade

Já a maior economia do mundo registrou forte avanço do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de abril, reforçando as expectativas de alta inflacionária nos EUA. Após a divulgação do dado, as bolsas europeias operaram sem direção única, firmando alta mais tarde. Na zona do euro, a produção industrial de março teve leve avanço, de 0,1%. Segundo a Capital Economics, a indústria do bloco deve ganhar força no 2º semestre do ano.

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 0,20%, aos 15.150,22 pontos. Entre as ações, destacaram-se Bayer e Commerzbank, que avançaram 7,32% e 8,69%, respectivamente, após as empresas divulgarem balanços trimestrais. Também saiu nesta quarta o CPI de abril da Alemanha, que subiu em linha com as previsões.

Os índices IBEX 35, de Madri, e FTSE MIB, de Milão, fecharam ambos em alta de 0,23%, aos 9.007,70 e 24.452,93 pontos, respectivamente, acompanhando o movimento das demais bolsas europeias.

Já o PSI 20, de Lisboa, teve alta maior, de 0,39%, aos 5.102,96 pontos.