Economia

Bolsas da Europa fecham em alta, com balanços da região e forte payroll nos EUA

Da Redação ·

As principais bolsas de valores europeias fecharam em alta nesta sexta-feira. Apesar de terem operado sem sinal único pela manhã, os índices acionários se firmaram em território positivo e aceleraram alta com o resultado do relatório de empregos, o payroll, dos Estados Unidos, acima do esperado. Balanços trimestrais de empresas da região também contribuíram para com a alta.

continua após publicidade

O FTSE 100, de Londres, avançou 0,04% neste pregão, aos 7122,95 pontos. "Mais uma vez, o FTSE 100 ficou para trás em relação aos demais índices, mas ainda está em curso para seu melhor desempenho semanal desde junho", diz o economista-chefe da CMC Markets, Michael Hewson.

Entre seus componentes, a ação que mais subiu foi a do London Stock Exchange Group (+5,03%), após divulgar crescimento de 4,6% na receita total do trimestre mais recente, em comparação ao mesmo período do ano passado.

continua após publicidade

A Hikma Pharmaceuticals, por sua vez, teve o pior desempenho do índice londrino, ao recuar 7,08%, após divulgar seus resultados trimestrais. A companhia apresentou aumento de 7% na receita e 26% nos lucros, na comparação anual.

"A empresa também aumentou seu dividendo para US$ 0,18 por ação, no entanto, as ações caíram drasticamente, talvez pela expectativa de que o aumento do guidance fosse melhor", diz Hewson.

Na Alemanha, a seguradora Allianz avançou 2,30%, após informar lucro líquido de 2,2 bilhões de euros no último trimestre - alta de 45,6% ante o mesmo período em 2020. O índice DAX, de Frankfurt, fechou em alta de 0,11%, a 15.761,45 pontos.

continua após publicidade

Nesta sexta-feira, a agência nacional alemã de estatísticas Destatis informou que a produção industrial no país recuou 1,3% em junho ante maio. Em relatório, a Capital Economics destaca que o desempenho foi pior do que o consenso de analistas, de 0,5%, e questiona se a economia alemã irá se recuperar ao nível pré-pandemia no quarto trimestre.

O índice CAC 40, de Paris, subiu 0,53%, a 6.816,96 pontos, enquanto o FTSE MIB, de Milão, avançou 1,30%, a 26.000,28.

O mercado europeu, que operava com volatilidade, fortaleceu sua alta após divulgação do payroll norte-americano. Os Estados Unidos criaram 943 mil vagas de trabalho em julho, acima da mediana de 900 mil previstas por especialistas consultados pelo Projeções Broadcast. O desempenho do mercado de trabalho americano é monitorado por investidores pela influência na política monetária e economia do país, que acaba sendo refletida globalmente.

continua após publicidade

Em Madri, o Ibex 35 subiu 0,48%, a 8.879,00 pontos, e, em Lisboa, o PSI 20 avançou 0,05%, a 5.134,38 pontos.

Já o índice pan-europeu Stoxx 600, que reúne 600 empresas listadas em bolsas de todo o continente, fechou estável, aos 469,97 pontos.