Economia

Bolsas da Europa fecham em alta, à espera de Fed e em meio a balanços

Carlos Dias, especial para o Broadcast (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Esta quarta, 27, foi de alta nas principais bolsas da Europa, enquanto os investidores aguardam pela decisão de juros do Federal Reserve (Fed) à tarde, que deve aumentar a taxa básica de juros americana para conter a inflação. Os mercados europeus também repercutiram uma série de balanços trimestrais de grandes empresas do continente.

continua após publicidade

Na Alemanha, destaque para a queda do índice de confiança do consumidor de agosto, que ficou abaixo da expectativa de analistas e fez acender um sinal amarelo entre os analistas por conta da crise energética. Segundo a consultoria Pantheon Macroeconomics, as famílias alemãs agora estão literalmente temendo que possam ficar sem gás e aquecimento no próximo inverno local.

Outra notícia que mexeu com os mercados em Frankfurt foi que o Deutsche Bank superou sua previsão de lucro no segundo trimestre, mas alertou sobre custos no balanço e a greve dos funcionários da Lufthansa, que cancelou mais de mil voos no país. No final do dia as ações do Deutsche caíram 1,64% e as da Lufthansa subiram 3,17%, apesar de greve de funcionárias da companhia aérea alemã. O índice DAX, da bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 0,53%, aos 13.166,38 pontos.

continua após publicidade

Em Londres, destaque para o balanço da Rio Tinto, que superou previsão de lucro mas reduziu dividendo ao acionista. As ações, porém, terminaram em queda de 0,74%. Ainda no leque de balanços, o Credit Suisse registrou um prejuízo líquido de 1,59 bilhão de francos no segundo trimestre, embora suas ações tenham fechado em alta de 1,01% na bolsa em Zurique. Já o FTSE 100, das principais ações negociadas no Reino Unido, fechou em alta de 0,57%, aos 7.348,23 pontos.

Já na Itália, as preocupações foram com o plano de recuperação econômica do país estimado em 200 bilhões de euros, em meio às preocupações também com o inverno que se aproxima.

Hoje, a estatal russa de energia Gazprom reduziu o fornecimento de gás ao país, afirmou a italiana Eni (+1,63%). Paralelamente, a agência de classificação de risco S&P Global reafirmou o rating "BBB" da Itália e alterou a perspectiva de positiva para estável.

continua após publicidade

Na bolsa de Milão, o Unicredit disparou 8,64% após anunciar avanço em lucro e receitas no segundo trimestre. Destaque ainda para a Iberdrola, que anunciou um lucro líquido de 2,08 bilhões de euros no primeiro semestre deste ano, cujas ações fecharam em alta de 1,84%. O índice Ibex da Bolsa de Madri fechou em alta de 0,68%, aos 8.124,40 pontos.

Em Paris, o CAC-40 terminou em alta de 0,75%, aos 6.257,94 pontos. Já em Lisboa, o PSI 20 terminou com alta de 1,96%, aos 6.116,72 pontos.