Economia

Bolsas da Ásia: preocupações com covid-19 derrubam ações em Xangai e Hong Kong

Da Redação ·

As bolsas da China e de Hong Kong fecharam em forte baixa nesta terça-feira, 15, em meio a preocupações de que novos surtos de covid-19 voltem a comprometem a atividade econômica chinesa.

continua após publicidade

O Hang Seng liderou as perdas na Ásia, com tombo de 5,72% em Hong Kong, a 18.415,08 pontos. Na China continental, o Xangai Composto teve queda de 4,95%, a 3.063,97 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 4,56%, a 2.013,37 pontos.

Nos últimos dias, o governo chinês determinou o confinamento da cidade de Shenzhen, um polo financeiro e tecnológico de 17,5 milhões de habitantes, e adotou uma série de restrições em Xangai, diante do aumento de casos de covid-19.

continua após publicidade

A iniciativa da China ameaça prejudicar sua recuperação econômica, após dados mostrarem desempenho bem mais forte do que se esperava da produção industrial, vendas no varejo e investimentos em ativos fixos durante o primeiro bimestre do ano.

Em outras partes da Ásia, o índice japonês Nikkei teve modesta alta de 0,15% em Tóquio hoje, a 25.346,48 pontos, graças a ações dos setores automotivo e financeiro, mas o sul-coreano Kospi recuou 0,91% em Seul, a 2.621,53 pontos, e o Taiex registrou baixa de 1,95% em Taiwan, a 16.926,06 pontos.

Desdobramentos da guerra russo-ucraniana e a expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) começará a elevar juros nesta semana ajudam a manter a ansiedade nos negócios da região asiática.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no vermelho, pressionada por ações de mineradoras e petrolíferas. O S&P/ASX 200 caiu 0,73% em Sydney, a 7.097,40 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.