Economia

Bolsas da Ásia fecham sem direção única, de olho em riscos de crise na Ucrânia

Da Redação ·

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta sexta-feira, 18, enquanto investidores continuam monitorando os riscos das tensões entre Ucrânia e Rússia, que ontem voltaram a derrubar os mercados em Wall Street.

continua após publicidade

O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,41% em Tóquio hoje, a 27.122,07 pontos, enquanto o Hang Seng teve queda de 1,88% em Hong Kong, a 24.327,71 pontos, e o Taiex recuou 0,20% em Taiwan, a 18.232,35 pontos.

Na China continental, por outro lado, as bolsas tiveram ganhos moderados, ajudadas por ações do setor financeiro: o Xangai Composto subiu 0,66%, a 3.490,76 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,42%, a 2.311,79 pontos.

continua após publicidade

Já o sul-coreano Kospi ficou praticamente estável em Seul, com alta marginal de 0,02%, a 2.744,52 pontos.

O cenário geopolítico segue comprometendo o apetite por risco na Ásia. Nos últimos dias, a Rússia disse que começou a retirar tropas de áreas fronteiriças com a Ucrânia, mas países ocidentais puseram a alegação em dúvida. Além disso, houve relatos sobre conflitos entre rebeldes separatistas apoiados por Moscou e forças do governo da Ucrânia no leste do país.

Ontem, as bolsas de Nova York amargaram fortes perdas em meio às tensões renovadas no Leste Europeu.

Na Oceania, a crise russo-ucraniana também pesou no mercado australiano, e o índice S&P/ASX 200 caiu 1,02% em Sydney, a 7.221,70 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.