Economia

Bolsas da Ásia fecham sem direção única, após Evergrande evitar calote

Da Redação ·

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta sexta-feira, 22, com algumas delas sustentadas por relatos de que a Evergrande, a endividada gigante do setor imobiliário chinês, vai conseguir honrar o pagamento de dívida que vence neste fim de semana.

continua após publicidade

Em Hong Kong, o Hang Seng avançou 0,42%, a 26.126,93 pontos. A ação local da Evergrande saltou 4,26%, após notícia de que a empresa transferiu recursos para pagar juros sobre bônus neste sábado (23), evitando a formalização de um calote.

Nos últimas semanas, investidores têm mostrado apreensão com a possibilidade de que a crise da Evergrande desencadeie riscos sistêmicos na economia chinesa e mundial.

continua após publicidade

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei subiu 0,34% em Tóquio hoje, a 28.804,85 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi teve baixa marginal de 0,04% em Seul, a 3.006,16 pontos, e o Taiex ficou estável em Taiwan, em 16.888,74 pontos.

Na China continental, o dia foi de baixas modestas, lideradas por ações de mineradoras de carvão. O Xangai Composto recuou 0,34%, a 3.582,60 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,15%, a 2.412,67 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana fechou estável, depois de oscilar entre pequenos ganhos e perdas. O S&P/ASX 200 terminou o pregão em Sydney em 7.415,50 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.