Economia

Bolsas da Ásia fecham na maioria em baixa, após queda de ações de techs em NY

Da Redação ·

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta terça-feira, 11, após uma liquidação de ações de gigantes de tecnologia dos EUA pesar nos mercados de Nova York ontem.

continua após publicidade

O índice acionário japonês sofreu um tombo de 3,08% em Tóquio hoje, a 28.608,59 pontos, enquanto o Hang Seng caiu 2,03% em Hong Kong, a 28.013,81 pontos, o sul-coreano Kospi recuou 1,23% em Seul, a 3.209,43 pontos, e o Taiex registrou acentuada queda de 3,79% em Taiwan, a 16.583,13 pontos.

Apesar de garantias do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de que manterá sua postura acomodatícia e dos fracos dados do mercado de trabalho americano da semana passada, investidores voltaram a ponderar as chances de que um forte avanço nos preços force BCs a reverter as agressivas medidas de estímulo monetário que adotaram em reação aos efeitos da pandemia do novo coronavírus, segundo analistas.

continua após publicidade

"Investidores parecem ter deixado o relatório de emprego (dos EUA) para trás e continuam a focar a narrativa de inflação, com a alta dos preços das commodities e a escassez de semicondutores em jogo", comentou Jun Rong Yeap, estrategista de mercado do IG.

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da China, por exemplo, deu um salto de 6,8% em abril ante igual mês do ano passado, o maior desde outubro de 2017, segundo números divulgados nesta madrugada.

Contrariando a tendência negativa de outras partes da Ásia, no entanto, os mercados chineses tiveram ganhos moderados hoje. O Xangai Composto subiu 0,40%, a 3.441,85 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,36%, a 2.251,96 pontos.

continua após publicidade

O predomínio do mau humor na região asiática veio após as bolsas de Nova York fecharem em baixa generalizada ontem, com fortes perdas do Nasdaq, que concentra ações de tecnologia, em meio às renovadas preocupações com a questão da inflação, que também voltaram a impulsionar os juros dos Treasuries.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no vermelho, após fechar em nível recorde no pregão anterior, o que não acontecia desde o início da pandemia de covid-19. O S&P/ASX 200 caiu 1,06% em Sydney, a 7.097,00 pontos. Há expectativa para a divulgação, ainda nesta terça-feira, do Orçamento da Austrália para o próximo ano fiscal, que se inicia em 1º de julho. (Com informações da Associated Press).