Economia

Bolsas da Ásia fecham mistas, após BoJ manter política e à espera do BCE

Sergio Caldas (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quinta-feira, 21, após o Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês) mais uma vez deixar sua política monetária inalterada e à espera de que o Banco Central Europeu (BCE) anuncie seu primeiro aumento de juros em mais de uma década.

continua após publicidade

O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,44% em Tóquio hoje, a 27.803,00 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,93% em Seul, a 2.409,16 pontos, e o Taiex registrou ganho de 1,39% em Taiwan, a 14.937,70 pontos.

Por outro lado, os mercados da China continental ficaram no vermelho: o Xangai Composto caiu 0,99%, a 3.272,00 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,75%, a 2.193,81 pontos. O dia também foi de perdas em Hong Kong, com queda de 1,51% do Hang Seng, a 20.574,63 pontos.

continua após publicidade

Como se previa, o BoJ manteve intocadas as características de sua política monetária ultra-acomodatícia, embora o salto da inflação global esteja impelindo BCs de boa parte do mundo a elevar juros.

Presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda reiterou que não hesitará em relaxar ainda mais a política, se necessário, e ponderou que pequenas altas de juros provavelmente não conteriam a tendência de desvalorização do iene, que nas últimas semanas renovou mínimas desde 1998 em relação ao dólar.

Na direção contrária do BoJ, o BCE deverá elevar seus juros básicos hoje pela primeira vez em 11 anos, para conter a inflação recorde da zona do euro e acompanhando um movimento de ajuste de taxas que, no Reino Unido, começou no fim do ano passado, e nos EUA, em março.

Na Oceania, a bolsa australiana teve ganhos nesta quinta, com a ajuda de ações dos setores financeiro e de saúde. O S&P/ASX 200 avançou 0,52% em Sydney, a 6.794,30 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.