Economia

Bolsas da Ásia fecham majoritariamente em alta, após ganhos em Wall Street

Sergio Caldas (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira, 8, acompanhando o comportamento de Wall Street, após dois dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) minimizarem preocupações sobre uma possível recessão na maior economia do mundo.

continua após publicidade

Em Tóquio, o índice Nikkei subiu 0,10%, a 26.517,19 pontos, apagando a maior parte dos ganhos de mais cedo após notícia de que o ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe havia sido baleado durante discurso de campanha que precedia a eleição parlamentar de domingo (10). Após o fechamento do mercado, foi confirmada a morte de Abe, que estava hospitalizado em situação crítica.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng avançou 0,38% em Hong Kong, a 21.725,78 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi se valorizou 0,70% em Seul, a 2.350,61 pontos, e o Taiex registrou alta de 0,89% em Taiwan, a 14.464,53 pontos.

continua após publicidade

Nesta quinta-feira, as bolsas de Nova York tiveram ganhos significativos após dois dirigentes do Fed, James Bullard e Christopher Waller, avaliarem que a economia dos EUA caminham para um "pouso suave", e não necessariamente para uma recessão. Hoje, será divulgado o relatório de emprego dos EUA, o chamado payroll, que tem forte influência na política monetária do BC americano.

Na contramão, os mercados chineses terminaram o pregão de hoje com perdas modestas, pressionados por ações do setor automotivo, que vinha acumulando ganhos recentes. O Xangai Composto caiu 0,25%, a 3.356,08 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,35%, a 2.219,90 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o tom majoritário da Ásia, e o S&P/ASX 200 avançou 0,45% em Sydney, a 6.678,00 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.