Economia

Bolsas da Ásia fecham em viés negativo, com techs sob pressão após guinada de BCs

Da Redação ·

As bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em queda nesta sexta-feira, 17, com ações do setor de tecnologia sob particular pressão, após uma semana que marcou a guinada de bancos centrais de economias desenvolvidas em direção a um modelo de política monetária menos relaxada, em meio à escalada da inflação.

continua após publicidade

Na quarta-feira, o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) pavimentou o caminho para a virada "hawkish" dos BCs ao anunciar a aceleração do processo de retirada de estímulos. Ontem, Banco da Inglaterra (BCE) aumentou a taxa básica de juros em 15 pontos-base, a 0,25%. Já o Banco Central Europeu (BCE) confirmou que encerrará o programa emergencial de compras de ativos em março de 2022.

Hoje, foi a vez de o Banco do Japão (BoJ) começar a finalizar instrumentos monetários que forneceram apoio à economia durante a pandemia. A instituição manteve juros inalterados, porém informou que as compras de títulos corporativos acabará também em março do próximo ano.

continua após publicidade

O presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, buscou garantir que a medida não representa um aperto da política monetária, mas o mercado reagiu com aversão ao risco. Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei recuou 1,79%, a 28.545,68 pontos.

Em Hong Kong, a forte desvalorização das empresas de tecnologia levou o Hang Seng a perder 1,20%, a 23.192,63 pontos. O subíndice do setor tecnológico cedeu 2,43%, na mínima histórica de 5.680,47 pontos.

Na China continental, Xangai baixou 1,16%, a 3.632,36 pontos, enquanto Shenzhen, menos abrangente, caiu 1,41%, a 2.523,15 pontos.

continua após publicidade

No radar, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos proibiu ontem que pessoas e entidades do país negociem títulos de oito empresas de tecnologia chinesas, sob alegação de que elas contribuem para a repressão da etnia islâmica Uigur na região autônoma de Xinjiang.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi, de Seul, ganhou 0,38%, a 3.017,73 pontos, na máxima do dia. Em Taiwan, o Taiex teve variação positiva de 0,15%, a 17.812,59 pontos. Na Oceania, o S&P/ASX 200, de Sydney, aumentou 0,11%, a 7.304,00 pontos. (Com agências internacionais).