Economia

Bolsas da Ásia fecham em baixa, seguindo NY após comentários de Powell

Da Redação ·

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta sexta-feira, 22, acompanhando perdas em Wall Street, após o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Jerome Powell, sinalizar que o ritmo de aumento de juros precisa ser mais rápido para combater a alta da inflação.

continua após publicidade

O índice acionário japonês Nikkei caiu 1,63% em Tóquio nesta sexta, a 27.105,26 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 0,21% em Hong Kong, a 20.638,52 pontos, o sul-coreano Kospi cedeu 0,86% em Seul, a 2.704,71 pontos, e o Taiex registrou perda de 0,60% em Taiwan, a 17.025,09 pontos.

Na China continental, o Xangai Composto driblou o viés negativo da Ásia e subiu 0,23%, a 3.086,92 pontos, mas o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,50%, a 1.914,11 pontos.

continua após publicidade

O mau humor na Ásia veio um dia após Powell afirmar, durante painel do Fundo Monetário Internacional (FMI), que seria apropriado o Fed agir "um pouco mais rápido" para lidar com o salto da inflação e que há a opção de que o BC americano eleve juros em 50 pontos-base em sua reunião de maio.

Os comentários de Powell levaram a uma reviravolta nas bolsas de Nova York, que apagaram ganhos e encerraram os negócios da quinta com quedas significativas.

Oceania

continua após publicidade

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no vermelho nesta sexta, interrompendo uma sequência de cinco sessões positivas. Em seu pior desempenho diário em dois meses, o S&P/ASX 200 caiu 1,57% em Sydney, a 7.473,30 pontos.

*Com informações da Dow Jones Newswires