Economia

Bolsas da Ásia fecham em baixa, de olho em Evergrande e cenário político no Japão

Da Redação ·

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta segunda-feira, 4, enquanto investidores seguem acompanhando a situação da Evergrande, a endividada gigante do setor imobiliário chinês, e o cenário político no Japão após a confirmação de Fumio Kishida como novo primeiro-ministro do país.

continua após publicidade

Em Hong Kong, o Hang Seng teve queda de 2,19% hoje, a 24.036,37 pontos, na volta de um feriado. O tombo veio após a suspensão de negócios com ações do grupo Evergrande e da subsidiária Evergrande Property Services, que revelou esperar receber uma proposta de aquisição.

Em Tóquio, o Nikkei caiu 1,13%, a 28.444,89 pontos, pressionado por ações de tecnologia e de transporte marítimo. Como se previa, Fumio Kishida foi eleito hoje primeiro-ministro do Japão, após conquistar a liderança do governista Partido Liberal Democrático (PLD), na semana passada.

continua após publicidade

No mercado taiwanês, o Taiex também ficou no vermelho, com baixa de 0,98%, a 16.408,35 pontos.

Já na China continental e na Coreia do Sul, não houve negócios nesta segunda-feira em razão de feriados.

Na Oceania, a bolsa australiana ignorou o tom negativo da Ásia e mostrou bom desempenho, com ganhos liderados por empresas que devem se beneficiar mais com a gradual retirada de restrições motivadas pela pandemia de covid-19. O S&P/ASX 200 avançou 1,29% em Sydney, a 7.278,50 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires).