Economia

Bolsas da Ásia fecham em alta com Fed acomodatício; na direção oposta, Sydney cai

Da Redação ·

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quinta-feira, 18, um dia após o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) manter postura amplamente favorável à manutenção de estímulos monetários e indicar que seus juros permanecerão baixos por muito tempo ainda.

continua após publicidade

O índice acionário japonês Nikkei subiu 1,01% em Tóquio hoje, a 30.216,75 pontos, enquanto o Hang Seng avançou 1,28% em Hong Kong, a 29.405,72 pontos, o sul-coreano Kospi se valorizou 0,61% em Seul, a 3.066,01 pontos, e o Taiex registrou ganho de 0,44% em Taiwan, a 16.287,84 pontos.

Na China continental, o Xangai Composto teve alta de 0,51%, a 3.463,07 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto subiu 0,87%, a 2.237,50 pontos.

continua após publicidade

Como era amplamente esperado, o Fed manteve ontem seus juros na faixa de 0% a 0,25% e disse que seguirá com uma política monetária acomodatícia até cumprir suas metas de inflação e emprego. O BC americano também sinalizou que não pretende elevar juros até o fim de 2023.

O anúncio do Fed veio num momento em que uma recente alta nos juros dos Treasuries - que acabou impulsionando os rendimentos de bônus asiáticos e europeus - alimenta temores de que pressões inflacionárias possam levar grandes bancos centrais a começar a reverter as agressivas medidas de estímulo que adotaram em reação à pandemia de covid-19.

Ainda nesta quinta, o Banco da Inglaterra (BoE) também revisará sua política monetária. Na madrugada de amanhã, será a vez do Banco do Japão (BoJ).

Já na Oceania, a bolsa da Austrália contrariou o tom positivo da Ásia, à medida que os rendimentos de bônus do governo local saltaram em reação a dados melhores do que o esperado do mercado de trabalho doméstico. A taxa de desemprego australiana caiu para 5,8% em fevereiro, e a previsão de analistas era que se mantivesse no patamar de 6,3% de janeiro. O S&P/ASX 200 recuou 0,73% em Sydney, a 6.745,90 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires).