Economia

Bolsas da Ásia fecham em alta, após recordes em NY e à espera de Fed e BoJ

Da Redação ·

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira, 16, após um dia de máximas históricas em Nova York, e na expectativa para decisões de política monetária nos EUA e no Japão esta semana.

continua após publicidade

O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,52% em Tóquio hoje, a 29.921,09 pontos, o Hang Seng avançou 0,67% em Hong Kong, a 29.027,69 pontos, o sul-coreano Kospi se valorizou 0,70% em Seul, a 3.067,17 pontos, e o Taiex registrou ganho de 0,39% em Taiwan, a 16.313,16 pontos.

Já na China continental, o Xangai Composto teve alta de 0,78%, a 3.446,73 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,08%, a 2.196,51 pontos, revertendo parte das perdas do pregão anterior, quando foi divulgada uma série de indicadores de peso da segunda maior economia do mundo.

continua após publicidade

Ontem, as bolsas de Nova York subiram de forma generalizada, com Dow Jones e S&P 500 garantindo novas máximas de fechamento, à medida que os juros dos Treasuries voltaram a cair. Nas últimas semanas, uma tendência de alta dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano vem alimentando temores de que pressões inflacionárias possam levar bancos centrais a apertar sua política monetária mais cedo do que se previa.

Dois grandes BCs revisam suas políticas esta semana. Nesta quarta=feira, 17, será a vez do Federal Reserve (Fed, o BC americano) e na sexta-feira (19), do Banco do Japão (BoJ). Não há expectativa de mudanças, mas as apostas são de que o Fed elevará sua previsão para o crescimento da economia dos EUA este ano, diante da recente aprovação de mais US$ 1,9 trilhão em incentivos fiscais, e de que o BC japonês ajustará sua forma de comprar ativos no mercado.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no azul nesta terça, impulsionada principalmente por ações de tecnologia. O S&P/ASX 200 avançou 0,80% em Sydney, a 6.827,10 pontos. (Com agências internacionais).