Economia

Bolsa tem queda moderada com exterior negativo por temores de avanço da covid

Da Redação ·

O Índice Bovespa opera em queda moderada nesta primeira hora de negociação, em sintonia com o ambiente internacional adverso para investimentos em ações nesta terça-feira. Preocupações com a covid-19 na Europa mantêm as bolsas locais em baixa, bem como os preços do petróleo, que despencam nos futuros de Nova York e Londres. Já o dólar negociado no Brasil perdeu fôlego e passou a recuar nos últimos minutos, o que contribui para conter o movimento de queda na bolsa.

continua após publicidade

Às 10h36, o Ibovespa tinha 114.298,74 pontos, em baixa de 0,59%, com destaque para as perdas de Petrobras ON e PN, que perdiam 1,04% e 1,11%, enquanto o petróleo recuava mais de 4% nos futuros de Nova York e Londres.

IRB Brasil abriu negociações como a maior alta do Ibovespa, chegando a avançar mais de 4%. Na manhã desta terça, o ressegurador informou que fechou o mês de janeiro com lucro líquido de R$ 17,9 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 132 milhões visto um ano antes. O faturamento bruto, medido pelos prêmios emitidos, foi de R$ 813,6 milhões no mês, alta de 29,9% sobre janeiro de 2020.

continua após publicidade

As bolsas de Nova York abriram em queda moderada, com cautela de investidores antes do primeira participação conjunta no Congresso americano do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, e da secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen.