BOE avalia espaço para cortar juros, incluindo taxas negativas, diz Bailey - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

BOE avalia espaço para cortar juros, incluindo taxas negativas, diz Bailey

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Andrew Bailey, disse nesta terça-feira, 22, que a instituição tem avaliado o espaço disponível para possíveis cortes de juros, incluindo a possibilidade de adotar taxas negativas. O juro básico do BoE está atualmente em 0,1%.

Bailey, que falou durante evento online da Câmara Britânica de Comércio (Britcham), afirmou que o BoE concluiu que juros negativos precisam estar entre seus instrumentos de política monetária.

Andrew Bailey disse ainda que o BoE fará tudo que puder para sustentar a economia britânica e não tomará qualquer iniciativa no sentido de apertar sua política antes que haja "indícios bem claros de progresso significativo" no sentido de atingir sua meta oficial de inflação, que é de 2%.

Ele ressaltou, porém, que, assim como o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), o BoE é flexível na condução da inflação de volta à meta. No mês passado, o Fed mudou a orientação de sua política, passando a considerar uma meta de inflação média de 2%.

Bailey disse, ainda, que o comunicado divulgado na última quinta-feira (17), quando a instituição deixou sua política monetária inalterada, não implica que o BC inglês irá usar o instrumento de juros negativos. Segundo ele, o comunicado diz apenas que o BoE precisa saber como eventualmente implementar juros negativos e que não há necessidade de fazer muitas interpretações com base no que foi publicado.

Recuperação

Andrew Bailey também disse que a recuperação do Reino Unido tem sido bastante rápida e substancial após o choque do coronavírus, mas também muito desigual pelos diferentes setores da economia. Ele afirmou que a recuperação britânica no terceiro trimestre está um pouco acima das expectativas. Bailey apontou também a fraqueza do mercado de trabalho e dos investimentos, mas destacou que o mercado imobiliário está forte.

Brexit

O presidente do BOE disse também que a instituição está acompanhando os desdobramentos do Brexit com "muito cuidado". Bailey comentou que o melhor resultado seria que Reino Unido e União Europeia (UE) chegassem a um acordo sobre sua futura relação comercial, que entraria em vigor depois que terminar o período de transição do Brexit, no fim do ano. Na hipótese de um Brexit sem acordo, Bailey disse que o BoE fará tudo que puder para ajudar a economia britânica.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "BOE avalia espaço para cortar juros, incluindo taxas negativas, diz Bailey"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.