Economia

Bis/Carstens: inflação tornou-se prioridade para BCS agirem decisivamente

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O gerente-geral do Banco de Compensações Internacionais (BIS), Agustín Carstens, afirmou que a inflação tornou-se prioridade para os Bancos Centrais globais agirem de forma rápida e decisivamente. Em discurso durante o Caixin Summer Summit, Carstens avaliou que o estímulo de políticas fiscais realizado por vários países, ao longo da pandemia da covid-19, foram "um pouco demais" para a economia. "Medidas tomadas por governos geraram uma pressão adicional para elevar os preços", pontuou.

continua após publicidade

Segundo o executivo, a inflação parecia ter desaparecido nos últimos 20, 30 anos, em muitos países desenvolvidos. No entanto, para entender a inflação atual é preciso ver o papel desempenhado pela pandemia, de acordo com Carstens.

"A crise sanitária afetou a cadeia de suprimentos mundial, trouxe gargalos de oferta e um aumento nos preços das commodities", afirmou. Para ele, a China estabilizou sua economia, o que também pode ser útil para outros países lidarem com a inflação. Carstens lembrou, ainda, que as vacinas contra a covid-19 permitiram que as atividades econômicas se recuperassem rapidamente.