Economia

Biden diz confiar no Fed nas ações necessárias sobre inflação nos EUA

Da Redação ·

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta quarta-feira que seu governo "confia" que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) tomará as ações necessárias para conter a inflação se necessário. Durante um pronunciamento, o democrata disse que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de julho confirmou a desaceleração esperada. "Os empregos estão em alta e a inflação está desacelerando nos EUA", declarou.

continua após publicidade

O indicador subiu 0,5% no mês passado, na comparação com junho, em linha com a mediana do Projeções Broadcast.

No acumulado em 12 meses, o índice permaneceu em 5,4%. O núcleo, por sua vez, registrou avanço mensal de 0,3%, abaixo da previsão de alta de 0,4%, e ganho anual de 4,3%.

continua após publicidade

Mesmo assim, Biden disse que a Casa Branca monitora a inflação "de perto" e tem tomado ações para aliviar os gargalos na cadeia produtiva.

Para conter a alta dos preços da gasolina, Biden reiterou o pedido para que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reverta os cortes na produção da commodity.

Pacote de infraestrutura

continua após publicidade

Ao comentar o pacote de infraestrutura de US$ 1,2 trilhão aprovado na terça no Senado, Biden afirmou que investimentos "históricos" na economia americana estão a caminho.

Ele ressaltou que a proposta não tem efeito apenas no curto prazo, se diluirá ao longo de uma década e será financiada com um aumento de impostos.

"Meu plano econômico reduzirá o déficit público e melhorará a posição fiscal", frisou o democrata.