Economia

Biden afirma que G7 discutirá redução de preços de alimentos e fertilizantes

Da Redação ·

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta quarta-feira que o secretário de Agricultura americano, Tom Vilsack, irá à Alemanha, país que lidera o G7 em 2022, para discutir temáticas agrícolas junto aos aliados europeus. Em discurso voltado aos fazendeiros do país, o democrata disse que ações para aumentar a oferta de fertilizantes global serão discutidas, assim como a busca por maneiras para evitar restrições de exportação de comida e insumos agrícolas.

continua após publicidade

Segundo ele, as medidas irão "estabilizar os preços e trarão mais segurança aos agricultores, e evitará que as pessoas morram de fome".

"Os agricultores estão preocupados com o aumento dos custos dos fertilizantes e qual é o conteúdo. É por isso que, no início deste ano, o Departamento de Agricultura dos EUA anunciou que investiria US$ 250 milhões para aumentar a produção de fertilizantes", afirmou Biden. Depois disso, o democrata pediu para o valor ser dobrado, em uma soma de US$ 500 milhões.

continua após publicidade

Neste momento, os EUA estão lutando em duas frentes, disse o líder. "Em casa, é a inflação e os preços em alta. No exterior, estão ajudando os ucranianos a defender sua democracia e alimentando aqueles que passam fome em todo o mundo porque existem atrocidades russas", indicou o presidente.