Economia

BCE: vamos subir juros até que a inflação retorne à meta de 2%

Gabriel Caldeira (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O Banco Central Europeu (BCE) vai subir os juros básicos na zona do euro "por quanto tempo for necessário" até que a inflação do bloco volte à meta de 2% ao ano, segundo afirmou a presidente da entidade, Christine Lagarde, em artigo publicado no jornal alemão WAZ. Os comentários da banqueira central vêm um dia após o BCE elevar os juros em meio ponto porcentual, acima do esperado, e antecipar mais aumentos nos próximos meses.

continua após publicidade

"Com nossas medidas, estamos enviando uma mensagem clara para empresas, funcionários e investidores: a inflação voltará à nossa meta de 2% no médio prazo", escreveu Lagarde. Ela, no entanto, voltou a ressaltar o caráter flexível da política monetária por conta do alto grau de incerteza na Europa, que enfrenta as consequências da guerra na Ucrânia sobre os preços, em especial no setor energia e de produtos agrícolas.

Segundo a dirigente, a escalada inflacionária atual na zona do euro se dá, em grande parte, por fatores fora do controle do BCE. No entanto, o BC comum pode "garantir que a inflação não fique elevada no longo prazo", o que ocorreria em caso de desancoragem das expectativas de preços, o que poderia provocar uma "espiral de alta" nos salários.

continua após publicidade

Por fim, Lagarde reiterou que o recém-criado Instrumento de Proteção à Transmissão (TPI, na sigla em inglês) "vai manter a consistência da política monetária" em todos os 19 países da zona do euro e "ajudar a manter os preços estáveis no médio prazo".