Economia

BC: Exterior seguiu se deteriorando com revisões de PIB global e inflação forte

Thaís Barcellos e Célia Froufe (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central avaliou, no comunicado após a decisão de elevar a taxa Selic de 12,75% para 13,25% ao ano, que o ambiente externo seguiu se deteriorando. Segundo o Copom, este ambiente é marcado por "revisões negativas para o crescimento global prospectivo em um ambiente de fortes e persistentes pressões inflacionárias."

continua após publicidade

No dia que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) elevou a taxa de juros americanas em 0,75 ponto porcentual, o maior aumento desde 1994, o BC também fez menção novamente à reprecificação de política monetárias nos países avançados, com impactos principalmente nos emergentes.

"O aperto das condições financeiras motivado pela reprecificação da política monetária nos países avançados, assim como pelo aumento da aversão a risco, eleva a incerteza e gera volatilidade adicional, particularmente nos países emergentes", disse o BC, no comunicado.