Economia

BC do México eleva taxa básica de juros de 5,0% para 5,5% ao ano

Da Redação ·

O Banco Central do México (Banxico) elevou sua taxa básica de juros de 5,0% para 5,5% ao ano. Em comunicado, a instituição informa que foram quatro votos favoráveis e um contrário, do dirigente Gerardo Esquivel, que votou pela elevação de 25 pontos-base.

continua após publicidade

O Banxico justifica a elevação como uma forma de ajustar a trajetória exigida para que a inflação alcance a meta de 3% em meio às previsões de médio prazo.

Os dirigentes do Conselho Administrativo também citaram os riscos globais ligados à pandemia, pressões inflacionárias e ajustes de condições fiscais e monetárias.

continua após publicidade

Com a decisão do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) de acelerar o ritmo da redução de compra de ativos e elevar suas projeções para juros em 2022 e 2023, diversas economias emergentes intensificaram seus respectivos aumentos da taxa básica de juros, afirmaram os membros do Comitê.

No cenário doméstico, o Banxico observa que o peso mexicano depreciou, enquanto os juros de médio e longo prazo subiram, influenciados por condições externas. Em nota, reiterou a incerteza contínua no ambiente econômico.

Para as próximas decisões monetárias, o Comitê garantiu que irá monitorar o comportamento das pressões inflacionárias, assim como os fatores que incidem sobre as previsões para a trajetória da inflação e suas expectativas.