Economia

BC da Rússia corta compulsório bancário, para enfrentar sanções

Da Redação ·

O Banco Central da Rússia decidiu cortar o compulsório dos bancos do país, a fim de ajudar seus balanços no momento em que o país enfrenta sanções. Em comunicado publicado no fim da quarta-feira (hora local), o banco central disse que estava reduzindo uma série de taxas de compulsório, com entrada em vigor na quinta-feira, 3.

continua após publicidade

As medidas cumulativamente reduzirão as reservas obrigatórias dos bancos em 2,7 trilhões de rublos, ou cerca de US$ 26 bilhões no câmbio atual, informou a instituição.

Os russos têm feito filas em caixas eletrônicos para conseguir dinheiro nos últimos dias, em meio a sanções dos EUA e da União Europeia que dificultaram a tarefa de alguns bancos russos de conseguir dólares.

continua após publicidade

A redução no compulsório pode ajudar a reduzir o risco de uma grande corrida bancária.

O BC já anunciou outras medidas de emergência, entre elas uma forte alta na taxa básica de juros e controles para evitar a fuga de capital da Rússia.