Economia

BB fecha 2021 com lucro de R$ 21 bilhões, um recorde histórico

Da Redação ·

O Banco do Brasil fechou 2021 com lucro recorde, ao obter ganhos de R$ 21 bilhões, com alta de 51,4% em relação ao ano anterior. O resultado do ano passado também supera a marca histórica anterior da instituição, de R$ 17,8 bilhões, registrada em 2019. O balanço surpreendeu os analistas, ficando acima da média das previsões coletadas pelo serviço Prévias Broadcast.

continua após publicidade

O lucro líquido ajustado do Banco do Brasil no quarto trimestre de 2021 foi de R$ 5,93 bilhões. A média das estimativas das oito casas consultadas (BTG Pactual, Bank of America, Itaú BBA, Credit Suisse, Bradesco BBI, Citi, Goldman Sachs e Inter) apontava para lucro líquido de R$ 4,9 bilhões no trimestre. O resultado do BB ficou 21,1% acima dessa estimativa. O Prévias Broadcast considera que os resultados vieram em linha com a média das projeções quando são até 5% acima ou abaixo do esperado.

Projeções

continua após publicidade

Após anunciar lucro recorde, o BB projeta número ainda maior em 2022, entre R$ 23 bilhões e R$ 26 bilhões, de acordo com estimativas divulgadas com seu balanço. Para o crédito, a previsão é de crescimento de 8% a 12%, menos dos que os 17% reportados no ano passado.

Nos empréstimos para pessoa física, a estimativa é de expansão de 10% a 14% em 2022, enquanto nas empresas o ritmo deve ser menor (3% a 7%). No agronegócios, o crescimento esperado é de 10% a 14%.

O BB projeta despesas entre R$ 13 bilhões e R$ 16 bilhões com provisões para devedores duvidosos em 2022.

continua após publicidade

As receitas com prestação de serviços devem ter expansão de 4% a 8% em 2022, após somarem R$ 29,3 bilhões no ano passado. A previsão é que as despesas administrativas cresçam em igual intervalo.

Ainda nos guidances para 2022, o BB projeta margem financeira bruta de 11% a 15% maior este ano quando comparado a 2021.