Economia

ANP inicia 17ª Rodada de Licitações de áreas exploratórias de petróleo e gás

Da Redação ·

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) iniciou na manhã desta quinta-feira, 7, a 17ª Rodada de Licitações de áreas exploratórias de petróleo e gás. No leilão, vão ser oferecidos 92 blocos, em quatro bacias sedimentares: Campos, Pelotas, Potiguar e Santos.

continua após publicidade

Esse será o primeiro grande leilão de concessão de petróleo durante a pandemia, já que o do ano passado foi cancelado. O último aconteceu em 2019. Por causa da covid-19, o evento ocorrerá de forma híbrida. Apenas uma parte será presencial, no Rio de Janeiro.

No leilão vão ser oferecidas os setores SC-AP1, SC-AP3 e SC-AUP2, na Bacia de Campos; SP-AR1, SP-AP1 E SP-AUP1, na Bacia de Pelotas; SPOT-AP2 e SPOT-AUP2, na Bacia Potiguar; e SS-AP4, SS-AUP4 e SS-AUP5, em Santos.

continua após publicidade

Nove empresas se inscreveram para participar da licitação: Petrobras, Chevron, Shell, Total, Ecopetrol, Murphy, Karoon, Wintershall e 3R Petroleum. Elas vão concorrer por blocos regidos sob o contrato de concessão, no qual as empresas pagam à União um bônus de assinatura pelo direito de explorarem as áreas por um tempo determinado e compensações financeiras aos governos, como royalties, em retribuição ao consumo dos recursos naturais.

No leilão, sairá vencedor quem apresentar o maior bônus de assinatura (80% de peso) e o maior programa exploratório mínimo (20%). Os bônus variam de R$ 630 mil, na Bacia de Pelotas, a R$ 122,25 milhões, na Bacia de Santos. Esses são os valores iniciais definidos no edital da licitação.