Economia

Alguns setores do governo estão contra reforma administrativa, diz Katia Abreu

Da Redação ·

Vice-presidente da Frente Parlamentar pela Reforma Administrativa, a senadora Katia Abreu (PP-TO) disse nesta segunda-feira que "alguns setores do governo estão contra a reforma administrativa" e reclamou da falta de diálogo em torno da proposta. "Vejo Paulo Guedes (ministro da Economia), que deveria ser maior interessado, lutando muito pouco por essa reforma", afirmou Katia durante audiência pública da comissão da covid-19 no Senado. "Talvez o presidente (Jair Bolsonaro) esteja preocupado em desagradar esse setor", disse.

continua após publicidade

Como mostrou no período da tarde, o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), Guedes admitiu reservadamente ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que Bolsonaro não quer a aprovação da reforma administrativa e não trabalhará por ela. Nesta segunda-feira, Pacheco questionou o comprometimento do governo com a proposta.

Segundo Katia, o Congresso não deve avançar nos pontos que têm provocado maior polêmica, que são a flexibilização da estabilidade do servidor e a modificação nas chamadas carreiras típicas de Estado. "Não pretendemos, a grande maioria pelo menos, trabalhar esses pontos que são de muito atrito", disse a senadora.

continua após publicidade

Katia disse ainda que não há nenhuma predisposição do Legislativo em prejudicar o setor público, pelo contrário. "Nós queremos agradar setor público", ressaltou.

Segundo ela, o Congresso deveria focar em medidas para acabar com injustiças dentro da administração. "Há uma minoria que ganha dinheiro de mais e outros que ganham dinheiro de menos", afirmou.