Mais lidas

    Economia

    Economia

    Aguinaldo Ribeiro decide manter o Simples no relatório da reforma tributária

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 04.05.2021, 18:16:00 Editado em 04.05.2021, 18:22:05
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O relator da reforma tributária, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), decidiu manter o modelo do Simples em seu relatório que prevê a criação do Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), que inclui os tributos estaduais e municipais sobre consumo. "Apesar de termos severas restrições ao que se tornou o Simples Nacional, entendemos que a correção de suas vicissitudes compete à legislação infraconstitucional, a qual necessita de ampla e profunda revisão", disse Ribeiro, na apresentação do seu relatório no período da tarde desta terça-feira, 4, à Comissão Mista da Reforma Tributária

    O deputado, no entanto, apresentou adequações do Simples para o IBS.

    "O optante pelo Simples Nacional poderá escolher entre incluir ou não o IBS no regime de recolhimento unificado. Se o imposto for incluído, a micro ou pequena empresa não aproveitará ou repassará créditos de suas aquisições e vendas, respectivamente", disse Ribeiro.

    Zona Franca de Manaus

    O relator sugeriu também em seu texto a continuidade do tratamento especial à Zona Franca de Manaus (ZFM).

    A justificativa é que o polo representa o esforço na implantação de um projeto de desenvolvimento econômico e incentivo ao povoamento da região Norte, por meio do aumento da competitividade da indústria local.

    "Autorizamos a continuidade do tratamento especial à ZFM, pelo prazo hoje previsto na Constituição Federal. Lei complementar poderá, portanto, ponderar o imposto relativo a operações com bens e serviços na ZFM, com a possibilidade de modificar alíquotas e regras de creditamento do tributo", disse Ribeiro.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Aguinaldo Ribeiro decide manter o Simples no relatório da reforma tributária"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.