Economia

Acessão do Brasil à OCDE deve demorar 2 anos, prevê ministro

Da Redação ·

O ministro das Relações Exteriores, Carlos França, previu nesta segunda-feira que o processo de acessão do Brasil à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) deve durar ao menos dois anos a partir de agora. O Brasil e outros cinco países receberam o sinal verde da instituição, em janeiro. "Seguimos em passo acelerado para fazer acessão a prazo mais curto. Deve demorar dois anos, não acredito que consigamos fazer antes de dois anos o processo", disse.

continua após publicidade

O chanceler fez esta estimativa durante a aula magna "Política Externa Brasileira Contemporânea", realizada no Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), em Brasília.

Ele lembrou que, na quarta-feira, 16, será realizado, na sede da OCDE, em Paris, o encontro para o plano de ação, que dará o mapa do caminho a ser seguido pelo Brasil.

continua após publicidade

França disse que foi uma decisão do governo tentar acelerar o processo de candidatura, dando continuidade ao trabalho iniciado durante o governo de Michel Temer.

Para ele, fazer parte da OCDE é um pilar importante para a para a economia brasileira, principalmente em relação à governança.