Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Economia

BR lucra R$ 1,15 bi em primeiro balanço após oferta de ações

.

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Em seu primeiro balanço após o lançamento de ações em bolsa de valores, a BR Distribuidora apresentou lucro de R$ 1,15 bilhão, revertendo prejuízo de R$ 315 milhões no ano anterior. Foi o primeiro lucro anual desde 2014. 

Segundo a companhia, o desempenho é resultado de melhora nas margens da redução de provisões em seu balanço, que contribuíram com R$ 960 milhões.

A empresa anunciou que pretende distribuir a seus acionistas 95% do lucro, um total de R$ 1,09 bilhão, sob a forma de dividendos ou juros sobre o capital próprio.

No dia 15 de dezembro de 2017, a BR Distribuidora estreou na bolsa de São Paulo, como parte da estratégia da Petrobras para levantar recursos para reduzir sua dívida.

A estatal vendeu 28,75% das ações da subsidiária, ao preço de R$ 15 cada, equivalente ao valor mínimo na faixa prevista pela companhia. Na segunda (12), as ações valiam R$ 22,20, valorização de 44% com relação ao preço inicial.

A empresa teve receita de R$ 84,5 bilhões em 2017, queda de 2,4% com relação ao ano anterior, resultado da queda de 5,7% no volume de vendas no período.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos e amortizações) foi de R$ 3,06 bilhões, 2,4% maior do que em 2016.

Comparada às suas principais concorrentes no mercado de distribuição de combustíveis, a BR foi a única que vendeu menos em relação a 2016. 

A Ipiranga, controlada pelo grupo Ultra, terminou o ano com volume de vendas estável e a e a Raízen, que opera com a marca Shell, registrou alta de 2,9%. 

Em seu balanço, a BR diz que sua área de grandes consumidores sofreu com a retração de 7,7% nas vendas de óleo diesel, principalmente para térmicas.

As vendas na rede de postos caíram 4,4% no ano, também puxada por menores vendas de óleo diesel. A companhia expandiu sua rede em 269 novos postos de gasolina no período.

No quarto trimestre, o lucro foi de R$ 531 milhões, aumento de 921,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, que havia sido impactado por provisões para indenizações de programa de demissão voluntária e de possíveis perdas com processos judiciais.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber