Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Justiça impede transferência de ações da Itambé para Lactalis

.

JOANA CUNHA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça do estado de São Paulo decidiu nesta quarta-feira (7) que o controle da Itambé não pode ser transferido para a Lactalis enquanto uma câmara arbitral não avaliar a liminar que questiona na Justiça a venda do laticínio mineiro para a gigante francesa.

A venda da Itambé pela cooperativa mineira CCPR para a Lactalis, estimada em R$ 1,9 bilhão, foi anunciada em dezembro, mas está parada em um impasse judicial após contestação da Vigor.

Segundo a argumentação da Vigor na Justiça, a operação não poderia ter acontecido porque quebrava um acordo de acionistas firmado pela CCPR, cooperativa que detinha 50% da Itambé e comprou a outra metade que pertencia à Vigor para depois revender aos franceses em menos de 24 horas.

A decisão desta quarta, por dois votos a um, é negativa para a Lactalis, que, além de não poder assumir o controle da Itambé, também não pode tomar a gestão. As ações e a gestão do laticínio ficam, por enquanto, nas mãos da CCPR.

Em nota, a CCPR diz que "aplaude" a decisão do tribunal porque ela reconhece "a validade da compra dos 50% da Itambé que pertenciam à Vigor pela CCPR, que segue com a gestão da empresa".

Já a Vigor divulgou nota dizendo que a decisão preserva seus direitos, "impedindo que um ato ilegal [venda posterior para a Lactalis] se torne fato consumado".

O caso está em segredo de Justiça e terá o destino definido em arbitragem.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber