Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Economia

Economia cresceu 1,04% no ano passado, segundo BC

.

FLAVIA LIMA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O indicador de atividade do Banco Central, o IBC-Br, surpreendeu analistas e subiu 1,4% em dezembro sobre novembro -a quarta alta consecutiva do indicador nesse nível de comparação, algo que não se via desde 2012, diz Thiago Xavier, economista da Tendências Consultoria.

Com isso, a economia cresceu 1,04% em 2017 -a primeira alta em três anos-, apontando para um desempenho similar do PIB (Produto Interno Bruto) oficial, do IBGE, a ser divulgado em 1º de março. O IBC-Br tem metodologia diferente, mas funciona como espécie de prévia do PIB.

A reação da economia iniciada no ano passado reflete basicamente o comportamento do consumo, mas a expectativa é de que o bom desempenho se dissemine para outros setores ao longo de 2018.

Um sinal importante nesse sentido, diz Xavier, da Tendências, foram os dados positivos da indústria (+2,8%) e dos serviços (+1,3%) no último mês de 2017.

Se mantido, o nível de expansão observado em dezembro garante alta de 2,3% para o PIB em 2018, diz Alberto Ramos, do Goldman Sachs.

Com o bom resultado do IBC-Br, cresceram as apostas de um PIB maior em 2018. Embora a mediana de economistas ouvidos pelo Banco Central aponte para um avanço de 2,8% do PIB, já há quem espere mais. Marco Caruso, do Banco Pine, revisou suas projeções e agora estima alta de 3,2% do PIB neste ano, levado pela massa de salários e investimentos.

Cristiano Oliveira, economista-chefe do Banco Fibra, prevê alta perto de 4% em 2018. "O ritmo de recuperação está mais acelerado do que o esperado."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber