Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Mustang de cinema ressurge em Detroit após sumiço de 50 anos

.

EDUARDO SODRÉ, ENVIADO ESPECIAL*

DETROIT, EUA (FOLHAPRESS) - Há 50 anos, o Ford Mustang tornava-se um ícone do cinema. O carro americano foi o astro das cenas de perseguição por San Francisco no filme Bullitt, com Steve McQueen (1930-1980) ao volante.

Para celebrar a data, a montadora americana lança uma série especial do esportivo e o coloca ao lado do modelo original no Salão de Detroit.

O novo Mustang Bullitt tem o mesmo tom de verde do original. A manopla do câmbio manual de seis marchas também é idêntica: branca, com grafismo em preto.

O modelo 2018 de carroceria fastback foi apresentado por Molly McQueen, neta de Steve.

O motor do Bullitt atual é o 5.0 V8 de 480 cv-20 cv a mais do que o Mustang GT que será vendido no Brasil a partir de fevereiro.

O carro original exibido em Detroit é um dos dois utilizados no filme. Após ser bastante castigado nos saltos pelas avenidas de San Francisco, o modelo quase virou sucata e desapareceu, enquanto o outro, mais inteiro, foi leiloado pela Warner e hoje pertence a um colecionador.

O mistério sobre o destino do segundo Mustang Bullit foi desvendado recentemente. Sean Kiernan, que havia herdado o carro de seu pai, entrou em contato com a Ford, que verificou ser o mesmo carro usado nas filmagens.

As marcas do tempo e do uso foram preservadas. Há amassados e pontos de ferrugem na lataria, além do interior desgastado.

O ruído do motor 6.4 V8 (cerca de 320 cv) permanece como no passado –a Ford deu uma boa revisada na máquina antes de fazer sua entrada triunfal no Cobo Center, espaço em que é realizado o Salão de Detroit.

*O jornalista viajou a convite da Ford

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber