Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Economia

Santander barra clientes de receberem dinheiro investido em moedas virtuais

.

Santander barra clientes de receberem dinheiro investido em moedas virtuais - Fotografia: REUTERS/Albert Gea
Santander barra clientes de receberem dinheiro investido em moedas virtuais - Fotografia: REUTERS/Albert Gea

Clientes do Santander Totta precisaram buscar alternativas, como mudar de banco, para receber em euros o investimento feito em criptomoedas  Clientes do banco com investimentos em criptomoedas, como a bitcoin, ficaram impedidos de receber transferências em euros para as suas contas bancárias de valores provenientes de bolsas de moedas virtuais da área única de pagamentos em euros (SEPA). 

Segundo alguns clientes do banco, a medida está em vigor desde o final de 2017. O assunto tem gerado uma onda de críticas nas comunidades de moedas virtuais na internet e nas redes sociais, com investidores procurando alternativas para poder retirar os seus investimentos de plataformas como a Coinbase e Bitstamp, convertendo-os para euros. Alguns clientes do Santander Totta mudaram logo de banco. 

O Santander não quis comentar a situação relatada por seus clientes, que se queixam da ausência de explicação. Em carta enviada a um cliente do Santander, a Bitstamp informa que “o Banco Santander Totta não processa transferências com origem em negócios relacionados com bitcoin. Isto significa que qualquer transferência para o seu banco seria rejeitada e devolvida para a Bitstamp”, diz a missiva. O cliente acabou abrindo conta no Banco BIG e já recebeu a sua transferência em euros na conta.

As informações são do portal Dinheiro Vivo, de Portugal

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber