Mais lidas
Economia

Nenhum partido tem unanimidade sobre Previdência, diz Alckmin

.

LAÍS ALEGRETTI

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, defendeu a aprovação da reforma da Previdência durante reunião com a bancada do PSDB na Câmara, mas saiu do encontro com o discurso de que nenhum partido tem unanimidade neste tema.

"Não há unanimidade em nenhum partido, mas há espaço para convencimento e vou procurar ajudar nesse convencimento", disse o tucano.

Alckmin disse que a reforma é necessária, ainda que não seja ideal, e que a avaliação caberá a cada deputado.

"Eu fui deputado federal por oito anos e nunca teve fechamento de questão [no PSDB]. Política você convence. Política é convencimento. O que eu puder fazer pra ajudar no convencimento, eu farei. Se vai fechar questão, se não vai, não sei se isso ajuda ou não. Aí é uma questão da Executiva e da bancada."

O líder do PSDB na Câmara, deputado Ricardo Tripoli (SP), afirmou que a reunião da Executiva marcada para esta quarta-feira (6) deve ser adiada.

"Não tendo a votação da Previdência [nesta quarta], a bancada entende que não é necessária a reunião da Executiva amanhã [quarta]. Eu devo comunicar o presidente de que a bancada entende que não é momento adequado de discutir essa questão", disse.

Tripoli afirmou, ainda, que o partido quer aumentar a quantidade de deputados que apoiam o texto da reforma.

"Vamos ajudar, queremos ajudar. Estamos aumentando o número daqueles que vão votar favoravelmente e espero que os demais partidos também façam esse exercício."

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber