Mais lidas
Economia

Supermercado online abre canal de 'doação consciente' para ONGs

.

MARA GAMA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Entre um impulso de generosidade no mês do Natal e ajudar a sobrevivência cotidiana de uma instituição de auxílio vai uma distância.

Com o objetivo de encurtá-la, um grupo de empreendedores criou a ShopperDoBem , lançada em outubro, para estimular "doações conscientes". Nos dois primeiros meses de atividade, foram mais de 700 doações de comida e produtos de limpeza a nove ONGs cadastradas na cidade de São Paulo.

A iniciativa é um canal dentro do supermercado online Shopper. A equipe visita creches, entidades de auxílio a idosos e outras instituições de apoio, ajuda a levantar as necessidades mensais e coloca no ar listas de itens que cada uma delas precisa. O interessado acessa o site, escolhe a quem e o que doar. Ao final de cada mês, a empresa distribui os itens doados a cada instituição.

O objetivo é ajudar na logística das ONGs, evitar desperdício, repetição e distribuir as doações ao longo do ano. "É comum que as entidades recebam muitos produtos repetidos no final do ano e depois fiquem meses sem receber nada", diz Fabio Rodas Blanco, um dos diretores da Shopper. "Queremos incentivar uma atitude mais consciente. Pela plataforma, você pode comprar exatamente o que as instituições precisam, sem sair de casa e ainda fazer isso de forma recorrente", diz Blanco.

O usuário pode selecionar se fará uma doação pontual ou mensal, podendo garantir o abastecimento daquele produto ou grupo de produtos ao longo do ano. O valor mínimo da doação é de R$ 15.

Liga Solidária, Projeto Quixote, Abrigo Reviver, Casa Ondina Lobo, Nossa Turma, Instituto Social Santa Lúcia, Hotelzinho de Idosos são algumas das instituições que integram o projeto, que pretende incluir duas novas por mês em 2018. "A expectativa é cadastrar 36 novas entidades e atrair doadores para suprir as listas", diz Bruna Vaz, diretora da Shopper.

A experiência inicial não permitiu ainda avaliar um perfil do doador. "Tivemos doadores de 20 a 67 anos, com doações de R$ 15 a R$ 200", informa Blanco.

A Shopper se anuncia como um sistema de reabastecimento doméstico, baseado em entregas mensais. Não vende frutas, verduras, legumes e itens refrigerados, atuando com produtos de uso recorrente.

Foi fundada em 2015 e tem 15 mil cadastrados, fazendo entregas em 320 bairros de São Paulo. Segundo Blanco, a empresa cresceu 30% ao mês em faturamento neste ano. "Vamos na contramão da lógica dos supermercados, feitos para incentivar o consumo de impulso. No modelo que usamos, a margem de lucro é pequena, mas ganhamos pela compra recorrente", diz Blanco. "E gastamos menos com logística, pois nossos estoques não precisam ser gigantes", completa.

A empresa embala as compras em caixas de papelão, que podem ser devolvidas na próxima entrega e são usadas internamente nos estoques. Tem frete grátis para compras acima de R$250,00.

O projeto ShopperDoBem tem apoio da Colgate-Palmolive, que acrescenta um produto de higiene pessoal ou limpeza a cada item doado.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber